Tsubasa Imamura, paixão pelo Brasil

Aqui vai um exemplo de que o idioma materno não latino não é impeditivo para aprendermos outra língua, e quando nos apaixonamos por essa outra língua e por tudo o que vem intrínseco, criamos um vínculo que se transmite desde dentro. Espero que a cultura brasileira inspire você, leitor/leitora como o fez com a Tsubasa.

Leia mais deste post

Anúncios