Que impressão você deixa?

O que é uma marca pessoal e por que deveria pensar nisso

imp digital peq

Todos nós temos uma marca pessoal. Você já parou para pensar no assunto? Uns têm aquela risada escandalosa, outros aquele bom humor contagiante, ou até aquela cara fechada que só esboça um sorriso a partir das 11 da manhã. Na verdade esses são alguns traços marcantes que podemos ter. A marca pessoal vai um pouco além.

Marca pessoal está conectada à forma como cada um de nós é percebido pelo outro e a como construímos nossa reputação dia após dia. Está diretamente associada à essência e ao jeito de nos relacionarmos com o mundo, à postura, conduta, ética e essencialmente, aos nossos objetivos.

Origem

O conceito de marca/imagem pessoal, ou branding pessoal não é novo, ainda que muitas vezes tenha sido confundido com termos parecidos como reputação, experiência, personalidade.

Tom Peters no clássico artigo The Brand Called You da revista Fast Company (ago.97), traduzido ao português como “A Marca Chamada Você” foi o primeiro a defini-lo formalmente, e então lançar uma nova tendência. Dizia que a única maneira de nos distinguirmos como profissionais em um mundo cada vez mais competitivo é gestionar a nossa carreira como se fosse uma grande empresa, que gerencia suas marcas de produtos. Se traduz em que todos temos uma marca pessoal.

A marca pessoal é o processo pelo qual indivíduos e empresários se diferenciam e se destacam de uma multidão. Utilizando uma mensagem e imagem consistentes como alavanca para atingir objetivos, requer a identificação de características únicas de cada um, e saber como valorizá-las.

Tal conceito foi tao impactante que dele nasceu a revista brasileira Você S.A, que este anos comemora seus 15 anos.

Desenvolvendo o conceito

A teoria é muito interessante, e com certeza o autor tinha a ideia muito clara na sua mente. Mas depois de 16 anos, o que é realmente válido? Administrar nossa carreira ou imagem como se fosse uma marca? Isso certo? Isso não só dá certo, como tem dado certo há muitos anos.

E o que isso representa no mundo real? Como a nossa marca influi no nosso dia a dia?

Façamos algumas considerações:

  • Estudar o seu “DNA”Para ter visibilidade e destacar-se é preciso exteriorizar as características que o tornam singular. O segredo é diferenciar-se. É importante buscar qual a sua verdadeira essência. A partir deste autoconhecimento será possível trabalhar, ou pelo menos entender, a percepção, o impacto que você causa no outro. O gerenciamento da marca pessoal parte de algo concreto e verdadeiro.
  • Identificar o seu talentoQual ou quais são os seus talentos? Quando talento e marca pessoal vão juntos, significa entender as características socioculturais, hábitos e comportamentos que o caracterizam como indivíduo. Portanto, sabendo seus talentos, é natural transmiti-los no seu cotidiano.
  • Definir seu público-alvoAntes de transmitir sua marca pessoal de forma clara, consistente e constante, é vital determinar com quem você se comunica frequentemente. Família, amigos, companheiros de trabalho, clientes e concorrentes. O primordial deste processo é que sua marca seja percebida de forma consistente e relevante por todas as pessoas que fazem parte do seu círculo de convívio.
  • Gestão da imagemApós concluir os passos anteriores, é possível definir quais as características mais fortes que o representam e transformá-las em atributos da sua marca pessoal. A ideia é dignificar o que você tem de melhor e tirar o foco das características menos favoráveis.
  • ComunicarConte histórias reais, de maneira inteligente e criativa. Transmita seus valores de forma objetiva e estratégica. Seja coerente e transparente, pois tudo aquilo que é ou parece falso se nota, e perde a credibilidade. Uma boa história é a que está mais próxima do mundo real, por isso não tem que ser perfeita. Mantenha uma base consistente e de acordo com a mensagem e valores que deseja transmitir em cada história, seja ela presencial ou virtual. Certifique-se de usar a linguagem adequada ao seu ouvinte.
  • Direto e concisoComunique em poucas palavras, linhas, o que você é, o que tem para oferecer e aonde quer chegar. Ser claro e simples ajuda a que os demais entendam a mensagem rapidamente. E você será visto com bons olhos por isso. Ponha em prática e depois nos conte o impacto.
  • IdentidadeBom ou não, o mundo real e o virtual se misturam. O mesmo tem de acontecer com sua identidade virtual e real. Você deve ser a mesma pessoa em ambos universos e transmitir suas mensagens com coerência. Inconsistência pode colocar sua credibilidade em xeque. Lembre-se de ter critério, trate a sua identidade como um ativo e uma marca de grande valor. Ela é sua e única.
  • A marca pessoal no mundo 3.0Na atualidade a web 3.0 é uma ferramenta chave para o desenvolvimento de uma marca pessoal. E é uma realidade fácil de comprovar. Você tem perfil no Linked In? E no Facebook? E você interqage com entidades, empresas ou pessoas que tenham interesses em comum com você? Não? Está demorando para dar o passo. Mas acho que algo sim, senão não estaria lendo este post.

Se isto é o presente, como me preparo para o futuro?

Segundo Tom Peters, “uma carreira profissional é um portfólio de projetos que lhe ensinam novas habilidades, lhe conferem novas conhecimentos especializados, aumentam sua rede de contatos e constantemente reinventam-no como marca.”

Como preparar-se para o futuro? Trabalhando sua marca. Sendo consistente. Respeitando as regras. Criando. O futuro não espera, ele simplesmente vem.

Então, para concluir

Adotar um papel ativo na percepção que os outros têm de nós é positivo e favorável para quem o faz. Por exemplo, na hora de procurar um novo trabalho, vale mais uma recomendação que um excelente currículo. E se você souber “vender” bem sua imagem pessoal, estará bem online e off-line. O que você transmitiu até o presente momento será lembrado.

Você é uma marca. Você é o responsável por essa marca. A ideia não é mudar quem você é. O objetivo de avaliar sua imagem é usar ferramentas para trabalhar suas capacitações, potencializar sua imagem e sua apresentação para assim evidenciar seu talento e garantir um retorno pessoal, profissional e financeiro. A personalidade não se perde, pelo contrário, cada pessoa tem suas características que o fazem único. E a fórmula perfeita para o sucesso não existe. Cada qual traça seu caminho.

Uma boa apresentação determina seu hoje e seu amanhã. Reivente-se.

 

Glossário:

Impressão digital: reprodução, sobre papel, das cristas papilares para identificação pessoal.

Além: advérbio que significa mais longe que, mais para lá de.

Com certeza: expressão muito utilizada por brasileiros, é usada para concordar com e reafirmar o que está sendo dito, significa comprovado, confirmado, seguro, o que é certo, certamente.

Dar certo: funcionar, ter resultado positivo.

DNA: sigla de ácido desoxirribonucleico. ADN, em português ou DNA em inglês, é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento de todos os seres vivos e alguns vírus.
DNA é a sigla usada, porém o dicionário recolhe a sigla em português, ADN.

Portanto: conjunção que significa logo, por consequência, por isso, em vista disso.

Em xeque: xeque é um incidente no jogo do xadrez em que o rei ou a rainha fica numa casa atacada por uma peça adversária.

Xeque mate é uma jogada, do xadrez, que significa que o rei não pode ser coberto por nenhuma outra peça nem mover-se para nenhuma outra casa sem ser tomado por uma peça do adversário. Esse movimento é o objetivo final do jogo, o rei está encurralado, é o final da partida.

Xeque mate é também o momento em que alguém está em uma situação constrangedora, quando recebe um ultimato e deve tomar uma decisão para seguir um caminho ou perder alguma coisa. Nesse momento a pessoa está recebendo um xeque mate ou um xeque.

Sobre Cristina Pacino
Nascida em São Paulo, residente em Madri. Relações Públicas por decisão. Professora de Idiomas por vocação e mestrado. Paixão por ensinar, vivo para aprender. Quero contribuir para uma sociedade com mais opiniões próprias, ideias originais e criatividade. Acredito que aprender um novo idioma é gerar oportunidades de experimentar a vida sob outras perspectivas. Fundamental: aprender, adaptar-se e mudar. Sigo as palavras de Cora Coralina: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

2 Responses to Que impressão você deixa?

  1. Marta Pacino Arnoso disse:

    oi CRIX! adorei !!! sabe que eu nunca havia pensado nisso tudo que vc escreveu? e foi muito interessante e útil p/ mim? MUITO OBRIGADA! escreve mais….beijo Marta

Pode me responder que eu gosto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: