A importância de ser a sua versão “beta”

A importância de ser a sua versão “beta” ao aprender um novo idioma 

Com toda a tecnologia que temos à nossa volta, não é difícil topar com aplicativos e softwares que foram lançados na sua versão beta.

Você já parou para pensar o que é uma versão beta?

Quando falamos de um produto digital esta é a versão que ainda está em estágio de desenvolvimento, mas que por uma série de fatores é considerada aceitável para ser lançada para o público, mesmo que possuam bugs e problemas que precisarão ser reparados em um futuro próximo.

As empresas fazem isso para ter a oportunidade de interagir com os consumidores desde a concepção do produto e, assim, receber feedbacks em tempo real do que realmente é importante, bem como, sobre os seus pontos fortes e as suas debilidades.

Mas o que isso tem a ver com o aprendizado de um novo idioma?

Photo by Thought Catalog on Unsplash

Uma das inseguranças que percebo no dia-a-dia dos estudantes de espanhol é que muitos, mesmo aqueles que tem um bom nível de conhecimento, não se sentem prontos para falar ou para interagir com um nativo do idioma. É comum que os alunos se preparem por anos e queiram estar 100% prontos antes de se expor. 

E, assim, acabam perdendo uma oportunidade valiosa de se experimentar e se observar em um contexto real.

Photo by Marvin Meyer on Unsplash

Mas como é possível ser a sua “versão beta” em português?

Além de estudar e se preparar, é claro, é preciso também uma dose de ousadia para se arriscar um pouco mais.

Isso não quer dizer que você deva sair por aí arranhando um “português triste”, mas sim que você deve saber que no aprendizado de um novo idioma nunca estaremos 100% prontos, pois sempre há um espaço para aprender e para aperfeiçoar algum aspecto. E quanto antes você conseguir expor a sua “versão beta”, mais cedo receberá feedbacks e, assim, evoluirá mais rapidamente.

Ser beta pressupõe observação, questionamento, experimentação e um tanto de  abertura para a mudança.

Por isso, meu conselho, ao aprender um novo idioma é que você seja persistente, insatisfeito e incansável. Os nossos “bugs” e pequenos erros poderão ser corrigidos no caminho. E não se preocupe porque ao aprender um novo idioma o definitivo será provisório e só o estado beta será permanente.

O que você acha?

Photo by JESHOOTS.COM on Unsplash

Sobre Cristina Pacino
Nascida em São Paulo, residente em Madri. Relações Públicas por decisão. Professora de Idiomas por vocação e mestrado. Paixão por ensinar, vivo para aprender. Quero contribuir para uma sociedade com mais opiniões próprias, ideias originais e criatividade. Acredito que aprender um novo idioma é gerar oportunidades de experimentar a vida sob outras perspectivas. Fundamental: aprender, adaptar-se e mudar. Sigo as palavras de Cora Coralina: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

Pode me responder que eu gosto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: