Manzanares, o rio de Madri

Publicado originalmente no BLPM

O que é o Plano de Renaturalização do Rio Manzanares em Madri e como afeta os turistas e os cidadãos.

Ponte de Segovia. Ao fundo, Edificio España, Palácio Real e Catedral da Almudena.

O rio Manzanares passa por Madri. Ele nasce a 2000 m de altitude na Serra de Guadarrama e desemboca no rio Jarama, que fica em Rivas-Vaciamadrid, percorrendo um total de 92 km. Dentro da cidade, o rio tem aproximadamente 7,5 km, entre a Ponte dos Franceses e Parque Lineal del Manzanares.

Em 2011 Madri ganhou o Parque Madrid-Río, uma reformulação de todo o passeio ao redor do rio no trecho urbano, entre a entrada principal da Casa de Campo, pertinho do metrô Príncipe Pío até um pouco depois do Matadero, metrô Legazpi.

Ponte Monumental de Arganzuela.

É uma obra de grande impacto social e cultural de transformação da região. O passeio está muito gostoso, a qualquer hora do dia é uma delícia passear por lá, principalmente no verão, pois o rio refresca muito o ar, muita gente acaba saindo para andar à noite, aproveitando o ar fresco e a brisa que corre.

Acontece que os Ecologistas en Acción mandaram uma proposta para a prefeitura para renaturalizar o rio, e a prefeitura, seguindo as linhas da legislação europeia, aceitou. Desde maio de 2016 a prefeitura está pondo em prática os passos necessários para a recuperação e conservação, na medida do possível, do rio como função de corredor ecológico na sua passagem por Madri.

Quais são as ações para a recuperação do rio?

  • Abertura das comportas de forma permanente. Antes o rio era mais caudaloso, agora corre normalmente e seu volume de água varia de forma natural.
  • Plantação de 20.000 árvores nas margens, mantendo as espécies do lugar e eliminando as invasoras.

Barragem 1, com Ponte dos Franceses ao fundo. Foto de 2012, Cristina Pacino.

 

Trecho 1 visto da passarela de Almuñécar – abril 2016.

 

Mesmo lugar, depois do projeto – maio 2016.

Quais são os objetivos?

  • Integração do rio à cidade através da:
    • Recuperação da qualidade ambiental e social do rio e de seu papel articulador dentro de Madrid.
    • Recuperação de elementos e estruturas paisagísticos originais, características dos bosques de galeria mediterrâneos.
  • Recuperação parcial de processos naturais: dinâmica fluvial com erosão e sedimentação, favorecendo a criação de meandros e ilhas.
  • Melhoria na continuidade longitudinal do caudal, sedimentos e conjunto da fauna e da flora da região.

Ponte de Toledo.

 

Opiniões a favor

É notória a melhoria do trecho urbano do rio:

  • Fauna, uma autêntica explosão de vida: pode-se ver garças, garcetas, patos, gansos do Nilo, gaivotas de 3 tipos diferentes, cormorão, e polla de agua. Se essas aves voam pelo rio, é sinal de que há peixes. Há também vários cardumes e aves pescando.

Represa número 2.

 

  • Consequência da quantidade de aves é a diminuição de mosquitos. As aves e os morcegos adoram um mosquitinho.
  • Flora – com a criação de ilhas, é notável o incremento da vegetação, e com isso várias aves fazem seus ninhos. No verão é um espetáculo digno de se ver e ouvir.

 

Gaivotas na hora do almoço.

 

Opinião contra

Na verdade os prejudicados foram os remadores do clube de Remo Madrid Río, já que a abertura das comportas se traduz em menos água, e consequentemente, impossibilidade de colocar os barcos no rio.

Os remadores fizeram uma petição a Manuela Carmena, prefeita de Madrid, para manter pelo menos um trecho do rio navegável, e ainda não foi possível atender ao pedido, devido a um problema numa comporta perto do clube, segundo consta do dossiê original.

 

Treino de remo no rio Manzanares.

 

Os remadores argumentam que seu esporte é totalmente compatível com a natureza e com a sustentabilidade, e é 100% respeitoso com o meio-ambiente. E é mesmo.

Tomara que tudo volte ao normal para todos, e os atletas possam parar de treinar somente nos equipamentos da instalação poliesportiva e voltar para a água.

Foto: arquivo pessoal Cristina Pacino. Amor pelo esporte.

 

E você, percebeu alguma mudança ou melhoria no rio nos últimos meses? Eu, que moro pertinho do rio, notei um aumento importante na quantidade de pássaros. Parece até que o Madrid-Rio tem mais vida.

 

Todas as fotos, exceto as do remo, foram gentilmente cedidas pela leitora e amiga Marián Díaz, #mariandiazram e #pajarosdeciudad. Obrigada, Marián!

 

Anúncios

Sobre Cristina Pacino
Nascida em São Paulo, residente em Madri. Relações Públicas por decisão. Professora de Idiomas por vocação e mestrado. Paixão por ensinar, vivo para aprender. Quero contribuir para uma sociedade com mais opiniões próprias, ideias originais e criatividade. Acredito que aprender um novo idioma é gerar oportunidades de experimentar a vida sob outras perspectivas. Fundamental: aprender, adaptar-se e mudar. Sigo as palavras de Cora Coralina: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

2 Responses to Manzanares, o rio de Madri

  1. MarianDiazRam says:

    Obrigada você!!!

Pode me responder que eu gosto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: