Até mais, querida Kombi!

kombi 3

 
Surpreendentemente bem. Era assim que eu me sentia quando ia para escola de Kombi. Entre 1978 e 1980, era o melhor transporte coletivo para ir e voltar da escola. No meu caso de no de muitas outras crianças.

Lembro-me de quase não poder subir sozinha por minha altura. Tínhamos todos entre 4 e 6 anos, meninos e meninas, cada qual com o uniforme da sua escolinha.

Era uma Kombi amarela, quase idêntica à da foto. O seu João, perueiro, sempre tão disposto abria e fechava as portas com diligência, decidido mas delicado, aqueles olhos grandes e azuis que mais pareciam estar acesos que abertos. Bom humor matinal de sempre.

Ontem levei uma surpresa: a tão estimada Kombi está se despedindo de nós.

Após ter a produção encerrada há três meses, a perua ganhou voz. Nesta semana, a Volkswagen lançou um vídeo onde ela “conta” em primeira pessoa sua história e se despede dos consumidores com um discurso emocionado e divertido, enquanto viaja de volta para “casa” — a fábrica na Alemanha onde foi criada.

A Kombi foi idealizada nos anos 40 como alternativa de transporte de carga. Fabricada no Brasil durante 56 anos, era o veículo mais antigo em produção no mundo. E o veículo mais vendido em sua categoria, que precisou sair de linha por não ter estrutura para receber airbag e freio ABS.

Carro perfeito, fácil de consertar, sucesso mundial. No Brasil, chegou o seu momento de “dizer adeus”.

Em suas próprias palavras, “se você é um ser humano e vive nesse planeta, com certeza a gente já se cruzou por aí”. Quem já teve sabe o valor do bichinho. Quem já andou entende a emoção. Quem já dirigiu pode contar a sensação. E quem nunca fez nada disso vai aproveitar a primeira oportunidade que tiver para, pelo menos, poder entrar numa. Na verdade, o fabricante lançou o modelo “last edition” com 1200 unidades.

O fabricante realizou uma série de vídeos, últimos desejos, que são um presente em si, uma delícia de se ver, um capítulo especial na história de cada um que a conta. Esbanjam sensibilidade, e têm um ar íntimo e pessoal. São relatos próximos a nós, como a Kombi, que nos recomenda: “a história continua com você, aproveite cada quilômetro”.

Surpreendentemente bem. Assistir os vídeos com certeza vai fazer você se sentir assim… surpreendentemente bem.

 

Glossário:

Seu: redução popular em próclise, de senhor. (ex.: Como vai, seu Jaime?).

Perua: no português brasileiro tem dois significados, veículo de carga e de passageiros e mulher que pretende ser elegante e tem aparência, roupa ou acessórios vistosos.

Bicho: também bichinho, (Brasil, informal), designação dada a coisa ou pessoa de que se fala.

 

Curiosidade: Kombi é a abreviatura de kombinationsfahrzeug, que em alemão significa “combinação de espaço para carga e passeio”.

Sobre Cristina Pacino
Nascida em São Paulo, residente em Madri. Relações Públicas por decisão. Professora de Idiomas por vocação e mestrado. Paixão por ensinar, vivo para aprender. Quero contribuir para uma sociedade com mais opiniões próprias, ideias originais e criatividade. Acredito que aprender um novo idioma é gerar oportunidades de experimentar a vida sob outras perspectivas. Fundamental: aprender, adaptar-se e mudar. Sigo as palavras de Cora Coralina: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

Pode me responder que eu gosto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: